Bete Aguirre

O Blog da Bete!

Blogs que eu amo…

abril5

Como gosto muito de navegar pela internet procurando novidades sobre pintura em porcelana, decupagem ou decoração de interiores, cheguei até blogs interessantíssimos, onde descobri objetos ora modernos com perfis diferenciados, coloridos ou em preto e branco, ora com aquele jeitinho de antigo, que nos leva a especiais reminiscências de um tempo além do horizonte.

Gosto muito de visitar com frequência “Coisas da Doris”, onde encontro objetos maravilhosos, novidades internacionais para nossa casa e muitas outras coisas que Doris sabe captar com dedicação e muito bom gosto. Vale a pena estar por dentro do que se pode usar com sabedoria.

E também aprende-se um pouco sobre coisas especiais que a história nos conta, como esse relato que Doris nos presenteou:

Fabergé era a mais importante joalheria existente na Rússia ao final do século XIX e início do século XX. Era a essa joalheria, que levava o nome do seu dono e principal artista, que os czares russos encomendavam a confecção de ovos de páscoa para serem presenteados por ocasião da festa.

O Czar começou esta tradição em 1885. Todos os anos encomendava um ovo ao joalheiro da corte, Peter Carl Fabergé, como presente para a sua esposa, a Imperatriz Maria Teodora. Depois da morte do Czar, o seu filho, continuou a tradição, encomendando anualmente dois ovos à empresa: um para a mãe e outro para a esposa. 
Ao todo, foram feitas 56 destas obras primas produzidas entre 1885 e 1917, embora somente 10 delas tenham permanecido na Rússia. Cada ovo de Páscoa era trabalhado pelos mestres da empresa de Fabergé ao longo de quase um ano. Desenhistas, ourives e especialistas em prata, joalheiros, cortadores de pedras, esmaltadores e escultores participavam da sua preparação. A última palavra, contudo, era sempre de Fabergé.

http://coisasdadoris.blog.uol.com.br/

o endereo de e-mail no ser publicado

Website example

Seu comentrio: